Projetos nacionais buscam reduzir dependência de fertilizantes importados  
 
Publicado em 9 de Maio de 2016  
 
 
Envie por email
 
 
Projetos nacionais buscam reduzir dependência de fertilizantes importados

Com projetos nacionais em desenvolvimento e outros em compasso de espera, o setor de fertilizantes no país ainda vem sendo fortemente impactado pelos custos de logística de importação do principal insumo do agronegócio. Basta dizer que o prazo médio para que um navio descarregue no porto de Paranaguá (PR) é de 45 dias. Novos players do setor de fertilizantes no mercado nacional colaboram para reduzir a dependência dos importados. No painel “Fertilizantes: novos projetos buscam superar a dependência do Brasil”,  realizado ontem, o diretor-presidente da Brasil Exploração Mineral S.A, Augusto Cesar Calazans Lopes,  apresentou o Projeto Jauru, que explora depósitos de fosfato no Mato Grosso.

O Projeto Potássio na Bacia Amazônica é outra promessa para abastecer o mercado nacional, que tem uma dependência de 95% do insumo importado, segundo o presidente da Potássio do Brasil, Matt Simpson. O gerente do Departamento de Indústria Química do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Vinícius Samu de Figueiredo, explicou que as linhas de crédito estão menos atrativas neste momento, mas acredita que o setor mineral tem condições de equalizar esse gargalo, desde que coloque o negócio na lista de prioridades.

O moderador foi o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Calil Pereira Jardim.


Fonte: ETC Comunicação

 
 
 
 
     
 

 
 
     
 
 
 
Rua Rio Grande do Norte, 1289 - Sl 304
Belo Horizonte - Minas Gerais

contato@terrabrasilfertilizantes.com
(37)3226-4217
© Copyright 2016. Terra Brasil Fertilizantes, Direitos reservados - Desenvolvido por Oberdan.com